Rapidinha Aju


“Céu todo azul/ Chegar ao Brasil por um atalho/ Aracaju/ Terra cajueiro papagaio” (Caetano Veloso – Aracaju)

Na minha cidade, os recintos são carregados de estereótipos. Quer dizer, alguns abestalhados rotularam os lugares. Tem o shopping da classe média e rica, o Shopping Riomar, e o shopping do povão, da classe C, D, E, o famosinho Shopping Jardins. Só que não para por aí, tem até os parques catalogados para determinados “tipos” de pessoas. Quem não gosta de relaxar no píer do Parque dos Cajueiros? Bom, só se você for da família tradicional brasileira, porque se não encaixar neste padrão, vá para o Parque da Sementeira lugar adequado para quem é banda voou.
Mas eu gosto mesmo é de ir para as festas, particulares é lógico. Augustus Produções pense numa empresa boa para produzir festa massa. Apois meu fio, num é que também classificaram o lugar que a pessoa fica. Comprar ingresso pista é pra povão, gente da ralé, pobre; tem mesmo é que adquirir ingresso camarote, lugar de gente fina, rica, que esbanja poder. Mas que saco hein. Então que tal aproveitar, o tradicional Forró Caju? Que nada, para alguns aracajuanos, essa festa é só para os bairros periféricos da cidade.  Quem vai se arriscar a ir num evento com o pessoal do Bairro Santos Dumont, Olaria, Bugio, Lamarão, Novo Paraíso, América dentre outros. Chique mesmo é ir pro Arraiá do Povo, na Orla de Atalaia, freqüentado pelos cidadãos da zona sul, do Bairro 13 de Julho, Jardins dentre outros.
 Universidade Tiradentes ou Universidade Federal de Sergipe? Bom, se você for rica, cool, moderna, ou apenas se amostrar que é tudo isso, a opção é a Unit, universidade de glamour, de gente fina, classe A. Mas se você for uma pessoa que ta nem aí para as regras da sociedade, da classe E, usuária de drogas, a opção mais óbvia é UFS, lugar de gente desleixado, ralezada, sem status.
                                 Welcome to Aracaju!

0 comentários

Tecnologia do Blogger.